...

...

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Desabafo de uma Plus Size

                            

Pessoal, ontem meu pai conversando comigo, me trouxe a este post...  Eu faço 34 anos mês que vem (dez.2013) e sim sou gorda...  Eu cresci na ditadura da magreza, numa família grande onde tudo virava gozação, caçula de cinco filhos e não era gorda, mas, vi durante muito tempo minha irmã sofrer por ser bem gordinha... eu sempre pratiquei esportes e SIM, fui uma daquelas meninas que ditava a "moda" da escola. Quando fui virando adolescente...14 , 15 anos eu comecei com o efeito sanfona, vivia com dietas mirabolantes e remédios milagrosos e passava um tempo magra e outro gorda, os remédios me enlouqueciam verdadeiramente e sempre que eu parava de usar eu surtava, tinha crises de choro, depressão e muito mais... Minha mãe, minha irmã, minha tia me cobravam muito e eu para deixar a minha mãe "orgulhosa" tentava me manter dentro dos "padrões" aceitáveis... Com o tempo eu fui percebendo que eu não comia tanto assim e mesmo assim eu engordava... e numa boa, ou eu as fazia felizes ou seria feliz do jeito que sou... Eu sou muito simpática, risonha e SEMPRE tive homens aos meus pés... SEMPRE!!! Será que ser magra é tão importante assim??? Com 21 anos me apaixonei e engravidei, com 22 fui mãe e eu cheguei no meu auge de gordura.. 1,60 m / 110 kg; Uauuuuuuuuuu........ Achei que eu fosse me odiar, e sem apologia a gordura, eu não fiquei triste por isso!!! Lógico que emagreci um pouco e logo pesei 90 kg, com 25 anos eu me separei do pai do meu filho e fui moar fora do Brasil, gorda, separada, com um filho e todo o blá blá blá e descobri que eu era Linda, eu nunca havia me achado tão bonita!!! Morando fora eu descobri que era muito mais que meus 90 kg e que o peso da minha história era muito mais importante que o meu peso na balança, Eu sempre fiz TUDO, fui a praia, namorei, viajei, sai, dancei, comi e bebi sem a menor culpa de ser como sou... Voltei para o Brasil em Janeiro de 2007 e dali para frente eu era outra pessoa, muito mais confiante, e muito menos me importava o que os outros achavam a meu respeito, muito mais preocupada em ser feliz e estar satisfeita  do que satisfazer e fazer feliz, meio egoísta!!! Eu "casei" outra vez, separei outra vez, Hoje em dia, eu namoro há quase 5 anos e CHEGA de me falarem "Que rosto lindo, devia fazer dieta" ou " Faz uma dieta que você vai se sentir melhor" ou " Conheci um endocrinologista ótimo" ... Ninguém sabe como realmente me sinto, o quão saudável eu sou e o que quero, a não ser que venha me perguntar... Eu sou LINDA, do jeito que sou, se tiver vergonha de estar ao lado de alguém gordo, não ande ao meu lado, eu apesar de gorda, sou muito saudável e não estou precisando de endocrinologista no momento e numa boa, eu sou uma das únicas pessoas que conheço que sentam em restaurantes para comer salada e eu sou uma delas, mesmo sendo Gorda. E para quem diz que Gordinhas tão na moda, eu digo, o que está na moda é ser feliz!!!
beijinhos
Maria Alice Monteiro