...

...

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Fotografa argentina faz um lindo trabalho para arrecadar dinheiro para um mamógrafo!


Como sabemos, Outubro é o mês da prevenção contra o câncer de mama, mas isso é apenas uma data simbólica pois na verdade, todos os dias devem ser de prevenção, realizando o auto exame de mama e caso notar alguma diferença, procurar auxílio médico. O recado serve não só para mulheres mas para homens também, pois apesar da taxa ser menor, nós também somos propensos ao câncer de mama.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer) em 2012 foram registrados cerca de 53 mil novos casos da doença e em 2010 foram registradas 12.858 mil mortes por conta da doença, sendo 147 homens e 12.705 mulheres isso apenas no Brasil, muito provavelmente porque a doença geralmente é diagnosticada quando está em um estágio bastante avançado.

Pensando em ajudar quem precisa, a fotógrafa e dona do projeto "Mujer En Amor" (Mulher com amor, em tradução livre) Paola Pierini reuniu cerca de sessenta mulheres argentinas que deixaram a vergonha de lado e se juntaram para posarem nuas com o intuito arrecadar dinheiro para a compra de um mamógrafo para um hospital público da região da Patagônia e além da compra do aparelhos, essas mulheres querem também querem mostrar para outras mulheres comuns que elas devem se aceitar da forma que são, sem plásticas ou em alguns casos "marcadas pela vida".
Em entrevista para a BBC Brasil, Paola disse que "queria mostrar mulheres como elas realmente são e transmitir que podem ser felizes com seus corpos". 

As fotos vão para um calendário que será lançado em Novembro, mostrando 12 mulheres com idades entre 25 e 60 aos eapós o trabalho, elas esperam arrecadar US$70 mil ( pouco mais de R$150 mil) 

"Foram três meses de trabalho, desde a convocação até as fotos", disse Paola e que segundo ela "muitas mulheres ficaram atraídas com a proposta, pois chegaram em um momento em que querem se reafirmar e dizer a outras que se amem e se sintam bem com o próprio corpo"

A nobre atitude da fotógrafa e das mulheres, serve como exemplo para todos nós, além de novamente falar sobre a importância de realizarmos o auto exame e evitarmos possíveis problemas maiores no futuro.

Confira as imagens:







Natalia Ollarce, 30 anos: “Imaginei asas de borboleta, como símbolo de libertação”


Susana Requena, 60 anos: “Gostei da ideia de mostrar como somos, com estrias, com as marcas da vida e do tempo”, disse ela que já fez uma mastectomia há mais de 10 anos, porém, não fez a cirurgia reparadora no seio. “Sou uma das mulheres marcadas pela vida porque me falta um seio. E isso é difícil. Posar (para o calendário) foi uma oportunidade de ser feliz comigo mesma”, conclui.




Por Miguel Lima