...

...

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

50 anos de sucesso Havaianas

Chinelo de dedo, feito de borracha, inspirado nas sandálias japonesas. A receita de sucesso das Havaianas, que completaram 50 anos do lançamento do seu primeiro modelo em junho, hoje não é tão simples. A marca, que é vendida em 83 países, enfrenta concorrência mais acirrada, e quer crescer também nos mercados de tênis e acessórios. 
O primeiro modelo das Havaianas foi lançado em 1962. Desde seus anos iniciais, a empresa convive com as falsificações. O slogan “Havaianas, as legítimas”, continua sendo um dos mais famosos da história da marca. Segundo Rui Porto, consultor de comunicação da Alpargatas, dona das Havaianas, a legitimidade foi um dos principais fatores para o avanço da empresa, mas a inovação também foi fundamental e segue sendo a aposta das Havaianas para crescer.
Por mais de 30 anos, as sandálias de palmilha branca e tiras coloridas, que nos anúncios eram destacadas por “não soltarem as tiras e não terem cheiro”, não tinham concorrentes oficiais. “Mas, nos anos 90, quando o modelo tradicional ainda era visto como um produto de caráter utilitário, usado principalmente pelas empregadas domésticas, a empresa viu que estava perdendo lucratividade e lançou as sandálias coloridas”, diz Porto. 
Para ele, esse foi o impulso para “democratizar” a marca. “A empregada pode usar e a patroa também, o mesmo modelo, sem problemas”, afirma. Hoje, o preço das sandálias varia entre R$ 10, o modelo tradicional, e R$ 280, valor do modelo com tiras bordadas em cristais Swarovski.
No exterior, elas são mais caras. Nos Estados Unidos, o preço do modelo básico fica em torno de US$ 18 (R$ 36). Na Europa, o valor médio é de € 23 (R$ 59), segundo a empresa.
Os comerciais com famosos também ajudaram a popularizar as sandálias de borracha. O primeiro garoto-propaganda da marca foi o humorista Chico Anysio, mas já participaram de anúncios nomes como Jô Soares, Daniella Cicarelli e Hortência.

Marca quer crescer nos mercados de tênis e acessórios

Desde o lançamento dos modelos monocromáticos, as sandálias já ganharam estampas, salto, tiras mais finas e, mais recentemente, viraram tênis. Lançada há cerca de 2 anos, a linha de modelos fechados surgiu de olho no mercado externo.
“A grande chance de crescimento está nos novos mercados, como Índia, China e México”, afirma Porto. Entre os produtos da marca Havaianas, além dos tênis, estão bolsas, chaveiros e meias. “Queremos crescer também em outras categorias, mas deixar de focar nas sandálias, jamais”, diz o consultor.
Nos últimos anos, além dos pontos de venda em supermercados e lojas próprias, as Havaianas têm apostado na expansão das franquias. A marca soma hoje 219 franquias, sendo que 77 unidades foram abertas em um ano. Além disso, a empresa espera aumentar suas vendas pela internet.

Sandálias são produzidas em Campina Grande (PB)

No ano passado, as Havaianas produziram, em sua fábrica de Campina Grande (PB), 210 milhões de pares de calçados, sendo 15% da produção enviada ao exterior. A Alpargatas está construindo ainda uma nova fábrica em Montes Claros (MG), que deve produzir em breve 100 milhões de pares de calçados por ano.
A Alpargatas tem como meta atingir receita líquida entre R$ 5 bilhões e R$ 6 bilhões em 2016. O valor é mais do que o dobro da receita líquida da companhia registrada no ano passado, de R$ 2,57 bilhões.
segue galeria de fotos e videos :