...

...

sábado, 17 de maio de 2014

Gorda x Sexy....

                        Gorda Sexy
Nos tempos da faculdade eu gostava de um garoto. Meses depois de trocar olhares ele me convidou para sair um sábado à noite.
Eu sempre me vesti muito largada, na minha época não existiam tantas lojas plus e achar roupa era uma tortura, então adotei um uniforme, a eterna calça preta de moletom e alguma blusa solta.
Fiquei tão feliz com o convite que decidi comprar uma blusa nova, não queria calça nem saia, queria a blusa nova, mas tinha uma ideia em mente, tinha que ser sexy. Não sei da onde saiu essa ideia, mas eu cismei com aquilo, tinha que ser sexy.
Fui com minha mãe comprar a blusa no sábado de manhã. Bati pernas em várias lojas e não achava a blusa, até que achei uma loja legal. Experimentei muitas, mas nenhuma era a que eu procurava, até que vi uma moça experimentando uma, achei linda e pensei que era aquela que tanto queria.
Chamei a vendedora e perguntei se tinha aquela blusa no meu tamanho, ela disse que não, ia apenas até o tamanho grande, e eu precisaria uma maior. Ela se ofereceu para achar outra, mas eu fui clara ”Quero uma blusa sexy”. Na hora que disse isso ela se virou e ficou me olhando como se não tivesse entendido e respondeu:
-Sexy?
É.
-Ah, mas para ficar sexy você teria que perder um pouco de peso né?
Fiquei ali parada sem acreditar. Não me senti ofendida porque ela tentou na sua ignorância dizer a coisa com jeito, mas percebi que sexy e gorda são duas palavras que não rimam para o mundo, não dão samba. Fiquei no provador pensando nisso e me senti muito mal, patética, como se a errada fosse eu. Senti tanta vergonha que decidi ir embora da loja.
Aquilo me fez tão mal que virou meu dia. Poxa, eu só era uma garota que gostava de alguém e queria se sentir sexy no primeiro encontro, não queria mais nada, apenas uma blusa para me sentir assim, mas dizer isso em voz alta me fez parecer uma gorda ridícula, até porque percebi o olhar da moça que vestia a blusa que eu gostei, vi pelo espelho a cara de espanto quando me escutou dizer a vendedora que eu queria uma blusa ”sexy”.
A sensação de ser uma estúpida me invadiu a tarde inteira, parecia que eu tinha dito a vendedora que ia explodir a loja e matar todo mundo, foi uma coisa anormal uma gorda querer uma roupa ”sexy”.
E foi um dia estranho porque o rapaz nunca apareceu, não sei o que aconteceu com ele, mas levei cano.
E levei anos para entender que eu não errei nessa história, sou uma pessoa e tenho o mesmo direito que todas de querer comprar uma roupa que me faça sentir ”sexy”. É o mundo que está fora do lugar e não respeita os gordos, não sou eu a errada de querer me vestir do jeito que quiser.
Hoje não me preocupo mais com isso, entendi que se sentir ”sexy” não tem nada a ver com a roupa e eu não preciso de ninguém para me fazer sentir assim. Sou sexy como todas as mulheres, a única diferença é que demorei para perceber e não é uma blusa que te faz isso, é você se sentindo bem. E sei que algumas pessoas dizem que ser gorda e sexy não dá liga, mas é mentira, essas pessoas são ignorantes, toda mulher é sexy do seu jeito e quem não percebe isso é um idiota, igual a muitos no mundo. Não preciso de blusa nenhuma para ser sexy, sendo o que sou está ótimo e isso sempre é sexy.